segunda-feira, 12 de julho de 2010

Papelite aguda


Que semana. Sem um espacinho no meio para dar uma passada aqui no blog. Semana de últimas corrigices, fechamento de notas, conselho de classe no município, muitos, muitos, muitos, muitos (e outros muitos) papéis.

Obviamente precisamos registrar a papagaiada toda – notas, faltas e todos os etcéteras. Faz parte. Mas a coisa é não só excessiva como obsessiva. A cada mês, a cada ano nascem mais papéis, como gremlins molhados. No estado, algum'alma evoluída resolveu que, a partir de agora, lançaríamos os numerozinhos direto na internet, sem necessidade de celuloses que não sejam, claro, as nossas anotações pessoais. No município, o obscurantismo idade-médio prossegue sem data de validade. Tive de preencher as mesmas informações nas folhas individuais que os professores recebem, na folha geral que é usada para todos os professores e, dentro do $%&$#&% diário de classe, em duas páginas praticamente seguidas. Isso para cada turma, é óbvio. Todo ano o pessoal de cima se junta para debater como tornar o diário de classe o mais inconveniente e improdutivo possível. Tenho estudado convidar o MST para assentar nos meus diários. Latifúndios de informações vazias.

Por algum motivo que me foge à compreensão, a Secretaria insiste em não perceber que o tempo perdido em criar enredos fictícios para os 2.672.980.764 buraquinhos do diário – visando exclusivamente à inspeção, o nosso temido boi-boi-boi-da-cara-preta – seria adoravelmente fundamental para pensarmos em alguma coisa para a sala de aula de verdade, deste lado de cá do espelho. Tão forçados somos a anotar planejamentos que, definitivamente, não temos chance de planejar. Somos produtores de um carrossel oco e surdo de celulose, uma montanha de papel que relata contos de fadas produzidos para fiscal ver.

E o fiscal nem dorme ao som de nossas historinhas. Confere as letrinhas, satisfeito, como bruxa que se alegra com nossos dedos enfim gorditos. Daqui a algumas viradas de ampulheta, manda incinerar toda a nossa papelada trabalhosa, feliz com o dever cumprido.

No ano seguinte tem mais.

8 comentários:

Sequelanet disse...

Isso mesmo, a vida é corrida! rs

Rogerio disse...

o bom e isso...que depois de tudo...sente o prazer de tudo cumprido...sem faltar nada...tem sim...de passar no blog rsrsrs....

Bianca disse...

muito bom

Pobre esponja disse...

É, a burocracia.
Ela é necessária, mas às vezes exagera-se em protocolos e tals.

abç
Pobre Esponja

Natiele Carvalho disse...

o importante é que no fim tudo se resolva, a vida só tem grça corrida. OKSAOKSOAKSOASKA beijos *-*

Rodrigo disse...

Carimbos, papéis, grampos, canetadas, ofícios! Sejamos bem vindos ao mundo da burocracia e do serviço público; privilégio de bem poucos neste País com índice de desemprego altissímo.
Um conselho. No auge da burocracia do serviço público,faça que nem eu: Lembro que tenho um serviço que me traz estabilidade, apesar de ser muitas das vezes, um fardo burocrático em grau máximo. Ah, não queria "tornar o diário de classe o mais inconveniente e improdutivo possível" e "convidar o MST para assentar os seus diários", que são "latifúndios de informações vazias"..rsrs Não faça isso, pois conheço bem os movimentos socias, pois trabalho numa autarquia chamada INCRA, que possui eles como clientes ( é bom deixarem eles cuidar somente da terra, senão perdem o foco deles, e imagina se quiserem desapropriar os seus diários. Como fica o meu trabalho??? Preciso da demanda deles por terra. Porém fique tranquila, pois eles nunca querer cuidar de seu diário, se é que me entende)

Quando puder me revisite, pois adorei quando deixou palavras sábias em meu blog. Tenho alguns textos novos por lá. beijos e ótima semana de trabalho, mesmo que seja de uma burocracia extrema.

www.filosofiadeliquidificador.blogspot.com

disse...

Ehhh ehh ehh Vida de gado!!
Vida de professor...

Ja fui professora (hj estou fugindo da sala de aula.). Mas sempre acabo caindo nas escolas de uma forma ou de outra.
Atualmente ando por elas cadastrando os milhares de alunos para que possam receber seus cartoes gratuitos de bus!!!
Vixi... o que vejo as professoras sofrendo com suas pautas ou programas de pc para lançamentos de nota!!! Fim de periodo é sempre assim, nao importa o metodo...
Mas vai lá... vc consegue!! Dou apoio moral, aqui do lado de fora da salinha de aula!!!
rsrsrs
Beijoss

Silmara_10 disse...

O blog está caprichado, parabéns! Minhas dicas pra você:
http://deturistaaviajante.blogspot.com/2011/04/minhas-dicas-para-turbinar-seu-blog.html